terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Atrás do Balcão

Ola leitor(es) do P.N.L!

Após uma longa ausência venho por estas mal traçadas lunhas narrar algumas de uma série de pequenas pérolas, que ocorreram no período de ajuste de matrícula, que não foram longas o suficientes pra virar um post de verdade ou curtas o bastante pra serem escritas no twitter.
_______
Aluna: Nossa moço como que preenche esse requerimento? Ponho o nome no campo nome mesmo?... disciplina no campo disciplina?... e assino onde tá assinatura?

Eu: sim... ¬¬'

2 minutos depois

Aluna: Aí moço... errei; ow voce pode me dar outra folha?

Eu: ok, (entrego outra folha)

30 segundos depois

Aluna: Aw... errei de novo moço, isso tá dificil... *mimimi

Eu: O que voce errou? sou eu que irei ler isso mesmo na hora de processar, dependendo do que for nao tem problema.

0.5 segundos depois

Aluna: Então errei meu nome de novo. me dá outra senão vão pensar que sou burra quando verem que errei duas vezes!

Eu: Tarde demais pra isso não acha?, sinto muito.

Aluna: Nossa ow! *mimimi

Eu: (poker face)
________
*O telefone toca e tenho de participar do deplorável diálogo:

Mulher: É do curso X? Ta podendo fazer o ajuste ainda?

Eu: Sim, a secretaria está aberta até as 21h para isso, porém só pode ser feito pessoalmente.

Mulher: Ah então nao pode se fazer pelo telefone?

Eu: Não, apenas pessoalmente.

Mulher: Nossa mesmo, não queria ter de ir aí pra fazer. Como que faz então?

Eu: Apenas pessoalmente minha senhora ¬¬'

Mulher: Nossa, então me explica eu faço oque? Por que não vai dar pra eu ir aí com meu filho...

Eu: É bem rápido, a senhora vem aqui, preenche um formulário com seus dados disciplinas que quer incluir ou excluir e pronto.

Mulher: Não é pra mim não. É pro meu filho.... *ruidos ao fundo

Eu: Então a senhora peça pra ele vir e fazer o requerimento ok?

Mulher: Ah tá, peraí - *voz ao fundo: Pô mãe pergunta que que eu escrevo!- E como que funciona isso, por que ele quer... *voz ao fundo: Quero é tirar uma matéria mãe! tenho de falar tudo pow!- então, ele quer tirar uma matéria.

Eu: Fale pra ele vir aqui e fazer o requerimento, é rapido e fácil, qualquer um consegue fazer sozinho. Boa noite.
Desligo o telefone, no outro dia descubro que o rapaz tinha 1,80 m de altura, barba na cara e quase 25 anos de idade e veio óbviamente acompanhado pela mãe.
__________

Bem... se o trabalho deixar, e a paciência ressurgir volto com mais desaventuras da vida proletária no próximo post.