terça-feira, 4 de maio de 2010

Road Trip

Ola leitor(es) do PNL!


Como todo blog, que se preze e como todo blogueiro que nao se preza vengo a cá, por estas mal traçadas leñas hablar un poco de la premera viagen internacional, deste que vòs escrive. Alem de ser uma otima maneira de despreocupar a familia preocupada e contar as coisas que acho interessante antes que me esqueça hehe
*Deixando esse portunhol de inicio, ja aviso para desconsiderar os erros de digitaçao pois o teclado espanhol com certeza nao gosta da lingua portuguesa)


Entao começando do começo, vamos là para o -

Primeiro dia da viagem:

Apòs a chegada a Sao Paulo e duas noites mal dormidas por causa da ansiedade pré-viagem,-pois afinal de contas qualquer ser humano, minimamente saudavel e neurotico, fica ansioso em ir a um pais estranho com lingua e cultura diferente que contèm agentes alfandegarios armados com detectores de raio X e liberdade para realizar uma checagem com luvas cirurgicas e dedos grossos no seu rectum intestinal atràs de drogas ou lagrimas de dor e vergonha de um jovem puro e inocente, malditos filmes holywoodianos que nos enxem de paranoias!- chego ao aeroporto de Guarulhos e faço check-in, vejo a briga dum senhor turco com o atendente de uma cia e embarco no aviao.


Atè aí nada demais para contar. Descubri que os Free-shops apesar do nome náo tem nada realmente barato e que as aeromoças da Iberia sao tao educadas quanto qualquer pessoa que nao recebeu leite materno deveria ser. Tambèm descobri que nem sempre viajar de aviáo è mais confortavel que viajar de onibus... e ao invès de rezar para seu aviao nao cair, voce deve rezar para nao sentar perto de: um casal de lua de mel, idosos com a bexiga do tamanho de uma noz, nerds que ficam vendo videos no seus iphones e fazem questao de exibir isso ao mundo e engenheiros!(nada mais chato q um engenheiro¬¬')

Exceto isso a viagem foi mais tranquila que pensei, filmezinho sessao da tarde, comida de aviao, e a sensaçao de estar na Torre de Babel- felizmente temporaria pois algum tempo depois o som de 3 ou quatro linguas diferentes começa e se tornal normal e voce para de pensar que os anos e dinheiro dispendido e cursinho de linguas nao foi um disperdicio total.

Apòs 10 horas de voo e sem dormir chego ao aeroporto de Madrid, simplesmente gigante e belissimo- comparavel apenas a grandiosa Rodoviaria da cidade de Uberlandia (ok deixando o sarcasmo de lado).
Porèm assim como os pityboys bombados de academia ou os valentoes da escola, o aeroporto è facil de entender e com um minimo de bom senso. Voce consegue se orientar de forma quase de instintiva de natural dentro dele, fazendo com que a barreira do idioma seja inexistente assim como o medo de se perder nos larguissimos corredores.Creio que isso se dà pelo fato do aeroporto ser mais familiar a um shopping do que um aeroporto em si, tem lojas de tecnologicos, esportes, mcdonalds e o diabo a quatro... nao tem como nao se sentir em casa!

O processo de entrada no paìs tambem é tranquilissimo, basta se comportar com um pouco de bom senso, deixar seu passaporte a mao e a documentçao necessaria. Nao fazer esquetes durante a passagem no raio X (como os ingleses fazem, sèrio todos os britanicos que vi atè agora fazem escandalo com TUDO, è incrivel como um povo consegue te deixar com raiva deles tao rapidamente) e evitar filmar tudo como se fosse um japones com uma camera nova, como eu fiz, por que senáo terà de levar alguns esporros como este que vos escreve ¬¬'

Devo destacar que os pontos altos de andar neste aeroporto sao: as esteiras rolantes que te dao a impressao de ser um dos personagens dos Jetsons; o trem subterraneo que conecta um terminal ao outro; e a sensaçao de segurança -voce ve pessoas dormindo tranquilamente no meio do aeroporto, bagagens soltas, pessoas mexendo com dinheiro ao ar livre e tudo mais! uma imagem inconcebivel no Brasil sejamos sinceros.
Porèm aquela nossa ilusao de europeus como civilizados, polidos, educados, bem vestidos e blà blà blà è sò ilusáo mesmo (e mostrarei isso mais adiante... eu axo).


Ok, apòs cerca de 16 horas de viagem chego a Alicante meu ultimo destino antes de Murcia. Náo sei se era o cansaço ou a sede (as aeromoças daqui sao incrivevelmente "preocupadas" com o bem estar dos passageiros) mas jà nao fui com a cara do aeroporto, algo me dizia que nao seria tao tranquilo como Madrid. E isso se confirmou, ao contrario de Madrid e nao havia sinalizaçao para onde eu devia ir ou aonde chegariam minhas bagagens. Porem como nao e muito comum chegar voos numa cidade pequena as 11 da manha dum domingo achei minha esteira e ja ia saindo feliz ate q surgiu ele, O Guardinha*.

*Para voce que nao sabe o guardinha e uma figura universal em qualquer pais. Basicamente e aquele sujeito que foi meio inseguro quando crianca e pra contornar isso fingia ser o tal, pegava no pe dos outros e coseguia ser incrivelmente chato mesmo nas suas tentativas de ser legal. Nao tendo exito na sua vida afetiva, familiar e etc ele decide descontar seu odio no mundo atraves da pouca autoridade q tem como (obvio) guardinha.

Dentre uma fila gigantesca de pessoas chegando, ingleses, bolivianos, americanos e ate outros brasileiros... nao sei por que, eu fui o escolhido por ele. Fui levado a um balcao, tive de responder perguntas obvias (de onde e, por que esta na espanha e bla bla bla) enquanto minhas malas eram abertas e todas revistadas no meio do aeroporto!! Nao sei quanto a voces mas nao e agradavel ver alguem jogando sua cueca em cima dum balcao no meio de estranhos, sinceramente me senti um contrabandista e fiquei feliz por ter deixado meu vibrador em casa (piadinha sem graca eu sei... podem zuar nos comentarios)

Depois disso fui liberado, sem ter de passar por detectores de metais ou inspecoes anais! XD
Minha amiga ja me esperava do lado de fora e fomos a Murcia, o resto da historia fica pra outro post, pois afinal de contas tenho outro pais pra conhecer!

*Posteriormente, creio eu, colocarei as fotos ilustrativas neste post hehe