quinta-feira, 12 de junho de 2008

Saudosismo Nerd

Até hoje me lembro com exatidão das minhas sextas-feiras durante quase todo o ensino fundamental. Era praticamente o melhor dia da semana, e não digo isso pois antecedia o final de semana, mas sim por que eram as sextas que após a aula meu pai buscava eu e meu irmao (ou meu irmao e eu de acordo com as regras gramaticais corretas e gayzinhas) e iamos para a locadora de games.

Saíamos voando da escola para a locadora, devo ressaltar que meu pai só nos pegava por volta das 17:50 e a locadora fechava pontualmente as 18:05 além de que exigia que atravessassemos o centro em horário de rush, imagine o sufoco que era. Iamos todos alvoraçados para a rua 15 de novembro visitar a já finada Crash Games - que até hoje é de longe a melhor loja/locadora de games que já existiu e existirá em Ubercity.


Mas enfim o que vim escrever hoje foi sobre uma das minhas grandes frustrações como gamer da era SNES, o Mario Paint.
Todos que já tiveram um nintendo ouviram falar do fantástico Mario Paint. Era o revolucionário jogo da Nintendo em que você podia não apenas jogar, mas pintar e até criar músicas nele, além de ter uma dinâmica a jogabilidade moderna e inédita atpe então! Nas revistas e na caixa vinha a promessa de diversão e liberdade ilimitada.

Porém desde essa época as companhias já utilizavam games como artíficos para empurrar acessórios caros ao consumidor e Mario Paint não foi diferente... ele só podia ser jogado usando o SNES-MOUSE:
Não me esqueço da alegria de ver o cartucho de Mario Paint na prateleira esperando ser encaixado no meu console, seguida pela decepção e a voz do moço da locadora dizendo:

"Sem o mouse você não pode jogar, escolha outro jogo".

É nessas horas que vejo que a internet se faz mais do que uma rede para compartilhar músicas, alastrar o vírus EMO, criar uma rede para vouyers (ops quis dizer de relacionamentos) ou armazenar gigantescas quantidades de pornografia. Ela serve também para realizar sonhos antigos (ou algo próximo disso).

Baxei o Mario Paint e bem.. devo dizer é frustante (de tanto que deletei ele), não irei perder tempo descrevendo já que uma imagem vale mais que mil palavras, olha só:
Olha só o paint da Nintendo

Mas também dá pra fazer coisas legais nele( http://youtube.com/watch?v=ZGP_EgWShVg&feature=related).
Lembrem-se que o jogo foi feito numa época em que computadores praticamente só existiam ainda em filmes de ficção cientifica!

Nenhum comentário: