sexta-feira, 16 de maio de 2008

Guia prático

Ontem enquanto preenchia uma papelada burocrática ( sim redundancia eu sei) pro meu pai, vi minha habilitação de motorista e percebi que: "Caramba! ja fazem 2 anos que tenho essa porra!"

Nesse instante veio aquele sentimento de nostalgia e de orgulho, do tipo que realmente to virando (ou virei) gente grande... seguido por flashes das inuteis aulas de legislação ou das incontáveis balizas que tive de aprender a fazer, para depois descobrir que em 2 anos não precisei uma única vez fazer alguma manobra que envolvesse um movimento mais complicado que desacelerar, girar o volante esperar o carro parar e puxar o freio de mão.

Mas enfim, o que quero dizer é que, apesar da auto escola nos ensinar só coisas inuteis que já sabiamos (exceto o fato de como digirir um carro) eles esqueceram de algo fundamental, os perigos presentes no transito.
Não me refiro aqui a coisas como dirigir alcoolizado, com pneus carecas ou em uma pista molhada a mais de 80km/h. E sim ao maior inimigo do bom condutor, o motorista barbeiro que pode estar na sua frente traseira ou lateral!

É por esse, e outros motivos, que o Plantas Não Latem traz orgulhosamente o guia prático para voce reconhecer alguns dos piores tipos de barbeiros no transito.

  • Motoqueiro:

    Essa é uma das figuras mais irreverentes que podemos encontras nas vias de trafégo automotivo, um sujeito bacana que nos encanta e diverte com seus malabarismos feitos entre os carros.
    Os motoqueiros são simplesmente o perigo número um para os jovens motoristas, são imprevisiveis e insensatos, nos cortam por todos as lados, buzinam, nos fazem passar raiva e ainda tem o adoravel habito de estourar seus escapamentos com o orgulho de estarem tocando a 9 sinfonia de Betoven de olhos fexados com uma das mãos tirando a casquinha de micose debaixo do dedão direito do pé.
    Enfim comentar muito sobre ele é perda de tempo, é melhor simplesmente xingar suas respectivas progenitoras.
  • Carro-velho:

    Ah sim, em um páis como o nosso em que a desigualdade social se faz presente em todas as instancias do dia dia nos deparamos com ele, o carro-velho. Poder ser um brasilia, um fusca, um chevete ou o classico fiat saboneteira. Normalmente não é capaz de ultrapassar o limite dos 47,8Km/H mas ainda sim insiste em ocupar a faixa da esquerda -a faixa para alta velocidade-seja pelo fato dos pneus estarem remendados por fita isolante ou pelo parachoque e escapamento estarem fixados por um arame o que na cabaçe de seu motorita lhe dá o direito de fazer o que bem entender.
    Enfim esses dinossauros com latarias enferrujadas se fazem um dos piores barbeiros presentes nas nossas ruas, então cuidado com eles, pois não se incomodam, de se envolver em um acidente já que no minimo ganharão mais um "enfeite" na lataria, e com muita sorte quem sabe não descolam um carro novo, além de que podem transmitir tétano à vitima em caso de atropelamento.
  • Veículos abençoados:

    Ah sim, figuras medonhas que cada dia aumentam nas ruas em quantidade exponencial ao número de igrejas evangélicas. A categoria véiculos abençoados abrange carros, motos, bicicletas e carroças (acredite se quiser) que tenham uma marca divina, ou seja, veículos que trazem em sua lataria um adesivo, pintura ou qualquer coisa que estampe uma santa, peixinho, cruz ou símbolo religioso.
    Não me entenda a maú, não tenho nada contra religião, ou evangélicos (salvo alguns casos) mas pense comigo que tipo de carro ou motorista precisa de proteção divina para trafegar nas ruas?
    Você usaria um para-quedas que tivesse a imagem de santo espedito na alsa da cordinha de emergencia? creio que não. Outro ponto que reforça meu argumento -e voce pode ver na pratica- é que mais de 70% das pessoas que me fazem xingar ou ficar bravo no transito tem algum santinho no carro.
  • Tiozão:

    Esse cara é o rei da barbeirice e normalmente está enquadrado no tópico a seguir. O tiozão é uma figura comum e sempre presente nas nossas ruas. Ele pode ser caracterizado como aquele homem ao redor dos seus 40 anos de idade, usa a camisa desabotoada até o inicio da barriga, expoem um peito semicabeludo, duas pizzas enormes debaixo do braço, uma barba por fazer, óculos de no minimo 1 década passada e uma correntinha no pescoço (destacando ainda mais a abertuda da camisa).
    O tiozão sempre dirige com o braço pra fora do carro, gosta de ter seu banco inclinado o máximo possível pra trás. Como se acha gostosão e o rei da rua se locomove numa velocidade bem abaixo dos demais carros fazendo o favor (pra minha infelicidade) de ocupar no minímo 2 faixas ao mesmo tempo,(creio que é um caminhoneiro frustrado) deixando todos atrás dele à merce da sua "tiozãonice".
  • Dá a seta porra!

    Essa é a frase que usamos ou pensames pra esse tipo de barbeiro. É o cara mais preguiçoso que se pode encontrar atrás de um volante, já que acha extremamente dificil levantar apenas um dedo para levantar ou abaixar a alavanca da seta.
    Caso voce não tenha experiencia no volante fique longe desse cara! (isso se você não souber ler mentes) Ele é imprevisivel, freia quando quer e faz curvas quando voce menos espera, podendo bater de frente, de trás, dos lados ou até em cima de você.

  • Carro prata:

    Isso é fato, 69,58 laranjinhas de groselha comprovam que quem tem um carro prata é barbeiro! Como digo isso? simples vá ao google image agora e digite acidente de carro. Você verá em toda batida grave sempretem um carro prata no meio. E olha que eu tenho um carro prata hein!(perolado na verdade, entao devo ser apenas meio barbeiro)
    Preconceito meu? Superstição? pode até ser... mas que acontece, ah sim, acontece.

É pessoal eu sei, há mais barbeiros por aí, temos o boyzinho, o idoso e muito mais, porém o word press fez o favor de apagar o original desse texto, então se contentem com um relés rascunho. Até a proxima!

Nenhum comentário: